SAÚDE

MITOS E VERDADES SOBRE A DIETA DUKAN

A famosa dieta rendeu milhões de dólares ao seu criador, o médico francês Pierre Dukan, mas ganhou também muitas críticas de sociedades médicas e de nutrição

Por Renata Buzzini e Juliana Zupo / Foto: Shutterstock

Anualmente, somos bombardeados com diversas novas “dietas milagrosas” que prometem relevante perda de peso com mínimo esforço. (#SQN1) Uma das dietas mais comentadas nos últimos meses é a “Dieta Dukan”. Polêmica para muitas pessoas, ela seduziu mais de 30 milhões de adeptos por todo o mundo.

Porém, da mesma forma que a fama rendeu milhões de dólares ao seu criador, o médico francês Pierre Dukan, ganhou também uma enxurrada de críticas de várias sociedades médicas e de nutrição. A British Dietetic Association, que desde 2010 contraindica o seu uso, classifica a dieta Dukan entre as 5 piores “dietas dos famosos”.

Para quem não conhece a dieta Dukan, ela é baseada em uma rigorosa restrição a alimentos ricos em carboidratos e um grande estímulo ao consumo de alimentos ricos em proteína animal.

Mito ou Verdade: Emagrece?

Em partes sim. Com a restrição dos carboidratos, o consumo de calorias diminui e assim proporciona relevante perda de peso nas suas fases iniciais. Mas ao contrário do que o paciente imagina, parte desse peso perdido não é gordura, mas sim água. A acidose gerada pelos corpos cetônicos (substância química produzida pelo corpo quando, devido a uma falta de insulina, este não é capaz de usar a glicose como fonte de energia) faz com que o rim tenha que trabalhar mais para impedir que o sangue torne-se muito ácido, eliminando na urina grandes quantidades de ácido, sódio e água. Portanto, o paciente desidrata nos primeiros dias de dieta.

A dieta também pode causar perda de massa magra, redução da atividade do pâncreas, alteração na produção da insulina, bloqueando a capacidade do corpo de queimar gorduras.

Mito ou verdade: Causa cansaço e dores de cabeça?

Verdade. Isso acontece porque a principal fonte de energia do cérebro é o carboidrato. Sem ele, o cérebro é obrigado a utilizar proteínas e gorduras como fonte de energia, o que implica num processo mais lento e menos eficiente. Com esta manobra, o corpo quebra todo o seu ciclo bioquímico de degradação dos alimentos, provocando mal-estar, cansaço excessivo e dores de cabeça diárias.

Mito ou Verdade: Causa mau hálito?

Verdade. Por ter redução no consumo de carboidratos e elevado consumo de proteínas, leva a uma elevada produção de corpos cetônicos. Além de serem responsáveis por um desagradável mau hálito, eles geram amônia que, em excesso, pode ser tóxico.

Mito ou Verdade: Ocasiona o efeito sanfona?

Durante as diversas fases da dieta, o paciente pode apresentar o famoso efeito sanfona, que é a perda e o ganho de peso de forma cíclica. Hoje em dia sabemos que essa é a pior forma de emagrecer, pois é a que está mais associada a riscos cardiovasculares. Além disso, por ser uma dieta com rápida perda de peso, o corpo tende a recuperar toda a gordura depois que pessoa abandona o esquema.

Por tanto, não se considera a Dieta Dukan uma opção aceitável e saudável para se perder peso. O seu efeito a longo prazo é pobre, podendo atrapalhar ainda mais a perda de peso e gerar efeitos colaterais prejudiciais à saúde. O ideal sempre é procurar a ajuda de um nutricionista para fazer uma reeducação alimentar e garantir uma dieta adequada em energia e nutrientes.

* Renata Buzzini e Juliana Zupo são nutricionistas da Cardapioterapia.

padrao1
Post anterior

5 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO EXTERIOR EM TEMPOS DE CRISE

home
Próximo post

NETO: NÃO TÁ DE BRINCADEIRA NÃO!

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *